domingo, julho 15

Curta



É a seguir a Eusébio o maior futebolista Português de sempre. Uma vezes chamado de "pesetero", arrasta a fama de apenas se mover ao som do bater dos euros. Não considera um regresso ao Sporting por muito grande que seja a vontade dos adeptos. Este é o Luís Figo. E se bem que, em minha opinião, a sua hipotética vinda tivesse grande carga poética, o efectivo retorno poderia resultar num acréscimo aquém do que o clube precisaria e de um gorar da imagem do próprio jogador. Apesar de ainda ter muita bola nos pés, penso eu de que. Mas ao que interessa que isto era suposto ser uma curta. A qualidade vê-se não nas "publicidades" mas nos "anonimatos" e hoje faz capa de um jornal desportivo diário que o Luís pagou uma operação ao seu, por breves tempos, colega Cherbakov um daqueles que não enganava dentro de campo mas que a vida aliciou para uma cadeira de rodas. Muito bom gesto de quem pode e de quem, por vezes ainda mal habituados certamente, pedimos mais. Sempre um Senhor, sim senhor.

2 comentários:

Pedro Miguel disse...

Grande Artista dos relvados e enorme Senhor na vida... eis a prova de humildade e personalidade no desporto. São pessoas como Luís Figo que transmitem a verdadeira imagem do desporto e aqui relembro um dos slogans do Comité Olímpico Internacional à uns anos atrás "A vida é como o desporto". Tal como no desporto, na vida é preciso força e entreajuda para vencer. Parece-me que Figo transmite esta mensagem na sua plenitude.

Great Houdini disse...

e a mulher??? não se esqueçam da mulher!!!